Inscreva-se para receber novidades em seu E-mail

[Infográfico] 20 passos a seguir após abrir uma Startup

Mario Piva

Bacharel em Design Gráfico pela Faculdade SATC (Criciúma/SC), 21 anos de idade e atuo há quase uma década na indústria gráfica. PhD em desmontar coisas, formas e objetos. Acredito que o caminho da felicidade é feito de aipim frito e suco de laranja (ainda vou provar isso!)

Você, empreendedor. Acabou de dar vida à startup dos seus sonhos, planejou com cautela, estudou o mercado e seus concorrentes, formas de abordagem do público, já iniciou com a divulgação nas mídias e agora é só sentar e esperar chover clientes e propostas pro seu empreendimento inovador decolar, né?

Nem sempre…

Mas não desanime! Nós, do MOVA, elaboramos uma infográfico com 20 passos para você seguir, após abrir o seu empreendimento dos sonhos. É uma dieta rápida, clara e muito objetiva, que se seguida rigorosamente pode lhe trazer bons frutos em um curto período de tempo, e sem quebrar muito a sua cabeça. Saca só!

mova-design-20-passos-startup-infografico

Mais do que amor, atenção, e carinho, essas 20 dicas servem de pauta, para que você se organize e decole com sua startup! E se você ainda não deu vida à esse tão sonhado projeto, tá esperando o quê, mané? Confira a série de posts Tudo o que você precisa saber sobre Startups de sucesso – Parte #1 e Tudo o que você precisa saber sobre Startups de sucesso – Parte #2! Sem dúvida, lhe ajudarão MUITO na construção e planejamento do projeto.

Transcrevendo o infográfico:

01 – Faça uma análise de faturamento;

Como que está a situação? O planejamento está conforme o esperado? Os resultados são desejáveis? Tente não levar em consideração apenas aspectos financeiros, mas também a satisfação com a equipe, o ambiente de trabalho, os clientes e os pagamentos.

02 – Fique de olho no custo dos processos;

Seus processos produtivos são minimizados? Os custos estão de acordo com o planejado? Estão lhe dando um bom retorno? Dê uma olhada no Princípio de Pareto e compare com o desempenho do seu empreendimento.

03 – Faça um controle das despesas;

Contas a pagar, valores a receber, despesas com clientes, recebimentos honorários, e aí? Tudo sob controle? Nessas horas, as planilhas são ótimas ferramentas!

04 – Tenha um controle da organização contábil;

Mantenha os impostos sempre em dia!, controle as notas fiscais e veja o contador como seu braço direito nessa jornada, ou o leão pode te devorar.

05 – Planeje uma pesquisa de clima organizacional interna e com os clientes;

Esteja atento aos níveis de motivação e desempenho. A pesquisa possibilita a utilização do conhecimento tático deles pra resolver os problemas com os quais eles mesmos lidam diariamente!

06 – Realinhe os objetivos com os sócios;

Os direcionamentos que vocês planejaram lá no começo, estão alinhados com as estratégias atuais? Porque?

07 – Faça uma análise de mercado;

Quais são as tendências e quais áreas estão em crescimento? Vale mais a pena terceirizar o trabalho ou matar no peito e fazer você mesmo? Pense nisso.

08 – Analise seus concorrentes;

O que eles estão oferecendo ao público e o que estão fazendo com relação à inovação e marketing?

09 – Esteja de olho na organização do seu empreendimento;

Organize suas coisas, e principalmente seus processos produtivos. Assim, você evita a perda de prazo, clientes e o estresse entre os sócios. Levem em consideração perguntas como: As informações estão centralizadas? Há algum software de gerenciamento ou coisa do tipo? Vale a pena investir nisso?

10 – Construa indicadores de negócio;

Os resultados financeiros, estratégicos, jurídicos e operacionais. Há lucro? Há estabilidade? Há muita rotatividade? As respostas para essas perguntas podem identificar o que cresceu, o que não está crescendo e se é necessários mais algumas cabeças pensantes na jogada, ou menos trabalhos (aquele mesmo princípio 80-20)

11 – Escreva manuais de procedimento;

Sistematize ideias, funções e atribuições por áreas e prazos. Isso ajuda muito na organização, principalmente com a chegada de novos colaboradores.

12 – Fique de olho no recrutamento e na seleção;

É o mesmo que escolher um sócio. Quais os requisitos mínimos desejáveis?

13 – Pense em planos de cargos e salários;

O colaborador pode investir em uma carreira dentro da Startup? O que precisa fazer para se tornar sócio?

14 – Elabore os tipos de incentivo;

A motivação que os colaboradores terão, sempre alinhada à uma retribuição em forma de negócio. Fuja de toda e qualquer política paternalista;

15 – Feedback!

Faça feedbacks regulares, alinhando objetivos e expectativas;

16 – Faça uma análise de desempenho;

Assim, você analisa o desempenho de cada um em determinado período.

17 – Invista em treinamentos;

Especializações, cursos e no próprio currículo dos sócios.

18 – Faça um plano de orçamento;

Uma espécie de continuação do plano de negócio inicial. Ele ajuda a identificar quanto investir em cada área da Startup.

19 – Fique atento à fidelização dos clientes;

Visite-os, faça relatórios e feedbacks do processo produtivo. É o cliente que procura pela situação do produto ou você que se antecipa e o informa?

20 – Avalie o desempenho das lideranças.

Existem papéis delimitados e definidos dentro das equipes? Eles estão sendo seguidos?

Mova-se!

Gostou do que leu?

Cadastre-se para receber novos conteúdos do Blog!


Bacharel em Design Gráfico pela Faculdade SATC (Criciúma/SC), 21 anos de idade e atuo há quase uma década na indústria gráfica. PhD em desmontar coisas, formas e objetos. Acredito que o caminho da felicidade é feito de aipim frito e suco de laranja (ainda vou provar isso!)

© 2016 Mova Design. Todos os Direitos Reservados.

Top